Consultas SEED News - jan/fev 2002



Esta se��o � preparada pela �rea de Sementes da Faculdade de Agronomia da Universidade Federal de Pelotas - www.ufpelsementes.com.br

Envie sua consulta p/ e-mail: silmar@seednews.inf.br


Pe�o a resposta a uma indaga��o que tem sido comum ultimamente, inclusive em quest�es formuladas em provas: qual � a quantidade de sementes que cabem em um metro c�bico?
Tomando como exemplo a soja e o milho, tem-se em um metro c�bico ao redor de 750 kg de sementes. No entanto, quando as sementes s�o manuseadas (armazenadas) em sacos, considera-se para estas mesmas esp�cies que 10 a 11 sacos ocupam 1m3. Esclarecemos que um saco de gr�o de soja ou milho pesa 60 kg. No caso de outras esp�cies, em geral, um saco pesa menos, como o arroz (50 kg) e milho em espiga (25 kg).

Por favor, expliquem-me porque as empresas de sementes est�o vendendo o seu produto em n�mero de sementes por embalagem e não por peso.
Esse procedimento pode ser considerado um avanão, pois as culturas s�o estabelecidas em n�mero de plantas por �rea, o que facilita a compra de sementes pelo agricultor. O produtor de sementes chega ao n�mero de sementes por embalagem, utilizando-se de um atributo f�sico chamado de peso de mil sementes, fornecido pelos laborat�rios praticamente sem custo adicional.



Observa-se que a taxa de utiliza��o de sementes pr�prias � relativamente alta, chegando em alguns casos a mais de 50%. Afinal, o que � melhor, a semente guardada pelo pr�prio agricultor ou a comercial (fiscalizada e certificada)?
A resposta não � direta, entretanto, h� uma tend�ncia de que as sementes guardadas pelos pr�prios agricultores não sejam de melhor qualidade e, inclusive, de variedades muitas vezes não melhoradas. H� situa��es em que a semente guardada pelo agricultor possui qualidade t�o alta quanto a comercial, por�m, isso não pode ser generalizado.

Qual � o potencial de armazenamento das sementes de soja?
Essas sementes não possuem um alto potencial de armazenamento, o qual pode ser estimado pelo teste de envelhecimento acelerado. Mas, em termos gerais, a semente de soja armazena bem por seis meses, perdendo rapidamente, ap�s esse per�odo, a sua germina��o. H� v�rios casos em que a germina��o estava alta at� setembro, decrescendo depois, em outubro/novembro, a valores inferiores a 50%.

Estava acompanhando a qualidade de minha semente de soja e, de um momento para outro, ap�s quatro meses de armazenamento, a germina��o caiu de 83% para 50%. O que pode ter ocorrido?
Voc�, provavelmente, tinha um lote com baixo vigor, apesar de a germina��o ainda estar acima de 80%. Esse baixo vigor pode ter sido causado por diversos fatores. Entretanto, os mais comuns em seu caso devem ter sido a manuten��o da semente muito tempo na lavoura, com medo de secar, ou o fato de t�-la colhido com certa umidade (14/15%) e ter demorado muito para secar.

Tenho um secador de fluxo cont�nuo, que adaptei para intermitente. Que cuidados devo ter em rela��o � secagem de trigo e arroz?
Os cuidados s�o similares, entretanto o arroz requer um pouco mais. O cuidado principal diz respeito a temperatura de secagem, em que a temperatura da semente não pode ultrapassar, no final da secagem, a 43%. � aconselh�vel come�ar-se com temperaturas mais baixas e, com o avanão da secagem, aumentar a temperatura. Sementes �midas não resistem a altas temperaturas.

Estive lendo a mat�ria da alta produtividade de arroz no estado de Santa Catarina - por sinal gostei muito. Por que a produtividade, em geral, � maior em propriedades de at� 10 hectares do que em grandes extens�es - mais de 200 ha?
V�rias s�o as causas, entretanto, as mais importantes est�o ligadas ao aspecto gerencial, em que o dono consegue decidir facilmente quando e como utilizar uma tecnologia, e assim maximizar a produ��o. Em pequenas propriedades, a explora��o � familiar e, em geral, em terra pr�pria, o que nem sempre ocorre em grandes �reas.

Ouvi falar em armazenamento de sementes de soja em embalagens pl�sticas imperme�veis. Em que casos isso � indicado?
O armazenamento de sementes de soja em embalagens imperme�veis pode ser utilizado em regi�es quentes e �midas, desde que estas sejam secadas a teores de umidade ligeiramente inferiores a 9%. Por�m, deve ser tomado cuidado para evitar os danos mec�nicos durante o processo de secagem das sementes e os sacos pl�sticos utilizados devesm ser resistentes � troca de umidade com o ambiente.