Tamanho da letra A- A+


MILHO

Palestrando sobre a agricultura brasileira e seu potencial, em evento da Planfer (Pelotas-RS), o ex-ministro da Agricultura e presidente da Abramilho, Alysson Paulinelli, destacou a importância do milho para o país, o qual até pouco tempo se importava e atualmente se exporta, tanto em grão como industrializado na forma de carne de frango e porco. Segundo ele, a cultura do cereal ainda tem muito a crescer no Brasil, principalmente pela produtividade, a partir da adoção de materiais superiores e utilizando a irrigação, que, em sua opinião, será a terceira safra.

INVESTIMENTO

Em recente palestra a produtores rurais, Fernando Rechsteiner, sócio do Condomínio Agropecuário Estância da Várzea, que cultiva 1.200 ha de arroz e 1.100 ha de soja, sustentou que atualmente a produção deve ser comercializada e não vendida. Neste contexto, justificou com números que os investimentos em secadores, silos e armazéns apresenta um alto retorno para o agricultor, retorno este que não pode ser desconsiderado.

NOVOS DESAFIOS

José Francisco Martins deixa o cargo de gerente de qualidade de semente de soja da Pioneer para assumir novos desafios profissionais. O executivo estava desde 2006 na empresa e, com certeza, muito contribuiu para o alto conceito de qualidade que a Pioneer possui entre os agricultores. A SEED News deseja-lhe sucesso em seu próximo desfio.

COODETEC


A tradicional empresa de melhoramento vegetal Coodetec, que nos últimos anos priorizou soja, trigo e milho, foi vendida para a Dow AgroSciences. Havia notícias por vários meses de que havia negociação entre as empresas, entretanto como os principais parceiros da Coodetec eram as cooperativas, acreditava-se que o negócio seria muito difícil, o que parece não ter se confirmado. Neste contexto, merece registro que o dr. Ivo Carraro permanece como diretor presidente da empresa, com todos os seus colaboradores, o que evidencia a qualidade de seu trabalho frente à empresa.

RECONHECIMENTO

O ministro da Agricultura, Neri Geller, num ato de reconhecimento pela qualidade dos serviços prestados e sua importância para o agronegócio, visitou o laboratório de sementes da Aprosmat, em Rondonópolis-MT, em agosto último. Na oportunidade, além de constatar in loco a grandeza do laboratório, também reuniu-se com os produtores de sementes com o objetivo de receber seus pleitos para melhor atender o agricultor com sementes de alta qualidade das variedades melhoradas.

DIREITOS DE PROPRIEDADE


O governo federal, através do Ministério da Agricultura, está atuando junto ao Congresso para ratificar o protocolo de Nagoya, que contempla a proteção da biodiversidade. Da mesma forma, está submetendo modificações na lei de proteção de cultivares, para disciplinar o uso de sementes, uma vez que indefinições estão afetando a criação e desenvolvimento de novas e melhores cultivares.

TRATAMENTO DE SEMENTES

A empresa DuPont acaba de entrar no negócio de tratamento de sementes com inseticida, com seu produto Dermacor. O inseticida está posicionado para controlar a Helicoverpa nos estágios iniciais das culturas de soja e algodão. O registro foi emergencial; para o definitivo, a cultura do milho também está contemplada. De acordo com Marcelo Okamura, o inseticida propicia proteção para a soja até o terceiro folíolo.

G4

Quatro dos maiores sementeiros de Mato Grosso se uniram em torno de uma nova marca para comercializar cultivares de soja em todo o Centro-Oeste e no Nordeste. Os empresários Gilberto Goellner, Roland Trentini, Rudolf Aernoudts e Celso Griesang criaram a G4 e apresentaram a novidade em Sorriso (MT) durante o ciclo de palestras da Fundação MT. A nova marca chega ao mercado com 36 variedades, que vão da convencional à nova tecnologia Intacta. Com a perspectiva de comercializar 1,6 milhão de sacas de soja na safra 2014/2015.

QUALIFICAÇÃO

Cristian Ariel Monzon, da empresa Dow AgroSciences, acaba de defender tese de mestrado sobre tratamento de semente com produto de referência e equivalente. Após exaustivos testes de germinação e vigor durante o armazenamento das sementes, detectou que os produtos equivalentes podem ser fitotóxicos às sementes e que seus efeitos são acentuados durante o armazenamento. Este é um exemplo de que o barato pode sair caro.

CAPACITAÇÃO

Mais de 40 profissionais do agronegócio completaram em agosto último o terceiro módulo de 15 dias do curso de mestrado profissional em sementes oferecido pelo convênio UFPel - Fundação Pró-Sementes. Este tipo de capacitação possibilita que profissionais consigam avançar no conhecimento, mantendo suas atividades profissionais. São quatro módulos de 15 dias, nos quais duas disciplinas são ofertadas por módulo.

UPOV 1991


O Canadá, após vários anos adotando a convenção da UPOV de 1978, que contempla a proteção de uma cultivar até a semente, passou a adotar a convenção da UPOV de 1991, que contempla a proteção até o grão. Esta atitude foi decorrente do largo uso de sementes próprias pelos agricultores (que não pagam royalty ao melhorista), inibindo a criação de novas cultivares. O patamar de produtividade do trigo no país está estacionado há cinco anos.

HOMENAGEM

A CSM/RS, em seu evento de agosto de 2014, concedeu ao obtentor Ottoni de Sousa Rosa o Prêmio Mérito pelo Empreendedorismo em Sementes. O homenageado dedicou mais de 50 anos à produção de sementes e ao desenvolvimento de cultivares de trigo. Foi chefe geral da Embrapa Trigo, de Passo Fundo-RS, e é fundador da empresa OR Sementes. Ottoni de Sousa Rosa recebeu uma placa de bronze e uma medalha de ouro das mãos de Antonio Eduardo Loureiro da Silva, presidente da CSM/RS, e de Francisco Natal Signor, superintendente do MAPA no RS.

publicidade



53 3225.2255 - seednews@seednews.inf.br